A Casa da Gente




A casa que sente,

Mora do lado

De dentro,

Da gente.


Ela me convida,

E insiste,

Atravesse a porta,

Não precisa bater,

Basta abrir,

Suavemente.


A casa que sente,

Tem porta emperrada,

Pelo tempo,

E pelo abuso

Da mente.


Na casa que sente,

Tem cozinha perfumada,

Para preparar delícias,

Para tomar um chá,

E prosear,

Da gente com a gente.


Na casa que sente,

Tem sala bonita.

Para a gente receber,

Nossas muitas,

E diferentes,

Gentes.


Na casa que sente

Tem quarto limpo,

Para sonhar estrelas.

E acordar

Todas as manhãs

Com a gente.


Na casa que sente,

Tem jardim de sementes

Com água de chuva

E terra boa,

E é onde brota

A esperança

Na gente.


Escrita por Janete Ferreira

12/11/2021

🙏❤️🌱

84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo